O que significa “Garpar”, “Dejar de garpe”

Esta é mais uma das palavras ditas ao contrário no vocabulário argentino usado em Buenos Aires.

Em bom lunfardo portenho é o chamado “vesre” (ou seja, al revés).

O verbo “Garpar” é simplesmente “pagar” ao contrário (pagar al vesre).

Seguindo o costume da construção do vesre, se invertemos a ordem das sílabas, “pagar” vira “garpar”.

Daí surgem desinências, substantivos, e flexões a partir de “garpar”:

• Me quedé garpando
• Me hiciste garpar
• Ella garpa
• Nosotros garpamos

Expressões com “garpar”

Uma expressão bem comum surgida a partir do verbo garpar é “dejar a alguien de garpe” ou “ser dejado de garpe (por alguien)”. Aqui o verbo “garpar” faz surgir o substantivo “garpe”, usado apenas dentro desta expressão, nunca em outro caso.

“Dejar (a alguien) de garpe” significa “dejarlo en la estacada”, “abandonar a alguien en una situación apurada” (abandonar a pessoa em uma situação difícil), é como deixar alguém esperando sem dar satisfação, sem aparecer para o compromisso.

Origem do termo garpar a partir de pagar

A expressão original é “dejar a alguien pagando”, em alusão ao que pode acontecer numa refeição com várias personas: os que vão embora deixam que o último pague a conta. “Lo dejan pagando”.

Él se queda garpando. Lo dejan de garpe.

Garpa & Garpador
Informalmente os termos “garpa” e “garpador” não estão necessariamente relacionados com dinheiro nem com alguém que abandona outro, mas tem a ver com algo agradável, que chama à atenção, como por exemplo quando você vai sair e põe uma roupa legal e aí pergunta a alguém: “esta camisa garpa?”.

Assim, “garpador” é algo bem legal, animado, descolado, etc.

Deixe seu Comentário